quarta-feira, 29 de março de 2017

Resenha - O Símbolo Perdido

Bom dia gente! Depois de quase séculos, finalmente terminei a leitura desse belíssimo livro. Acabei focando em séries e abandonei o livro que estava lendo. Azar o meu, pois O Símbolo Perdido é um livro sensacional, assim como O código da Vinci e Anjos e demônios, outras obras famosas do Dan Brown. O Símbolo Perdido é o terceiro livro onde temos como personagem principal o simbologista Robert Langdon. No entanto, os livros podem ser lidos em qualquer ordem, pois os mesmos são independentes. Ler na ordem de lançamento foi apenas uma escolha minha.


O livro inicia quando Langdon recebe um telefonema da secretária de seu grande amigo Peter Solomon, para fazer uma palestra em Washington, capital dos Estados Unidos. Na ocasião, pediu que o mesmo levasse o pequeno embrulho que Peter havia lhe confiado há um tempo atrás.
No entanto, ao chegar em Washington, Robert se surpreende ao notar que não havia palestra alguma e que esse convite não passava de uma forma de atrair o professor até o Capitólio.
Robert descobre que Peter foi sequestrado e que a única condição de salvá-lo ainda com vida, seria desvendando um peculiar enigma à uma pessoa também muito peculiar.
Langdon se depara com nada menos do que uma mão decepada, ou melhor, a mão direita de Peter na vertical, com a superfície plana do pulso seccionada fincada em uma base de madeira pontiaguda, onde três dos dedos estavam fechados, enquanto o polegar e o indicador se encontravam esticados, apontando para cima em direção à cúpula altíssima da Rotunda do Capitólio.
Inoue Sato, a autoridade suprema do Escritório de Segurança da CIA logo tem conhecimento dessa anomalia no Capitólio, e juntamente com Langdon, tenta desvendar todo o mistério por trás disso.



Há uma lenda sobre uma pirâmide maçônica que diz que quem conseguisse decifrar os seus mistérios, chegaria a sabedoria suprena. Mais que isso, chegaria à uma espécie de estado de divindade.
Diante disso, Langdon se vê obrigado a desvendar tal mistério, tendo em vista ser o desejo de Mal'akh, o sequestrador de Peter. 
Katherine, irmã de Peter, ajuda Robert nessa empreitada, buscando a todo custo salvar o irmão das mãos desse ser completamente singular.


Esse livro é incrível, até agora não entendo porque o mesmo não foi convertido em filme, assim como os outros da série Robert Langdon. Mas enfim, a leitura foi maravilhosa e a história mais ainda. 
Indico muito a leitura à todos! ;)
Até mais e boa leitura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Resenha - À espera de um milagre

Bom dia gente! Hoje vim animada porque a resenha vai ser de um livro maravilhoso, um dos melhores que li nesse ano. Como já viram no título...