segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Resenha - Sementes no Gelo - André Vianco

Boa tarde gente! Hoje vim falar de mais um livro do André Vianco. Trata-se de Sementes no Gelo. Esse livro foi publicado em 2002 pela Editora Novo Século. Existem duas capas, a minha é a segunda edição.
Adoro essa capa, e a fonte é grande, então a leitura foi rápida. A história é muito boa, o André conseguiu mais uma vez me surpreender! A qualidade do livro é muito boa, esse tem uma das capas que eu mais gosto de toda a obra dele.


Dessa vez, não temos vampiros e sim fantasmas. Crianças que não conseguiram chegar ao mundo por algum motivo, e exigem alguma explicação. Muitos querem ter a oportunidade de viver, outros querem se vingar de pessoas que tiraram suas vidas na Terra. Muitos defendem pessoas de situações perigosas, outros ajudam crianças que sofrem, matam estupradores. A primeira aparição dessas crianças sobrenaturais foi no presídio, onde estava preso um estuprador de crianças no qual foi brutamente assassinado por essas criaturas. Diante disso, o delegado da cidade entra em um dilema onde sua maior questão é a existência desses seres. Assim, crianças fantasmas invadem vários lugares em Osasco, e o ex casal Lisete e Rogério são  um dos visitados.



Lizete e Rogério, quando eram casados, tiveram dificuldade em ter filho,então recorreram à fertilização in vitro, onde o médico da clínica deu duas opções de embrião: Bruno e Pedro. O casal escolheu Bruno, que morreu ainda muito pequeno devido à uma doença. Só que agora Pedro atormenta os pais e quer ter uma chance de viver ao lado deles. Lisete recorre à Tânio Esperança, detetive e amigo dela. Assim, ele com a ajuda do delegado, de Rogério e de um padre desvendam esse misterioso caso maluco de fantasmas. No entanto, Tânio corre perigo devido à uma velha história durante sua infância e agora terá de ultrapassar e vencer o passado.

O livro tem um clima bem tenso, típico do autor, e em vários momentos dá pra sentir um medinho. Adoro essa atmosfera sobrenatural do André. Enfim, a resenha é curta porque além do livro ser bem pequeno, não quero dar spoilers. A leitura vale muito a pena e é um livro baratinho, então aproveitem essa experiência.

Boa leitura!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Uncharted 3 - O que achei!

Bom dia gente!
Hoje vou falar sobre um game que esperei muito para poder jogar e finalmente consegui. Eu já tinha jogado Uncharted 2 e tinha amado, e com o Uncharted 3 não foi diferente. O jogo é lindo demais, tem um gráfico impecável e a própria história em si é muito boa. Estou apaixonada por esse jogo, é sem dúvida um dos meus preferidos de PS3.
Uncharted 3 é um jogo de ação/aventura em terceira pessoa desenvolvido pela Naughty Dog exclusivamente para PS3. Para os fãs de Tomb Raider, é um prato cheio!
Antes de prosseguirem na leitura, quero avisá-los que a seguir terá spoilers!!!


Achei a jogabilidade muito boa, tanto no combate corpo a corpo quanto com armas. O personagem carrega consigo duas armas, uma de menor porte e outra maior, além de cinco granadas. O game fornece munição ao derrotar os inimigos e ela está presente em abundância.


O jogo inicia quando Nate Drake e Sully estão em Londres com Talbot para a negociação de um anel de Nate. Ao acusarem Talbot de lhes darem dinheiro falso, a luta começa.
Posteriormente, o game mostra Drake durante sua adolescência, quando este está em um museu em busca do anel de Sir Frances, mas é expulso quando suspeitam que ele pode ser ladrão. Nate nota o interesse de Sullivan no anel e segue, conseguindo roubar-lhe a carteira e pegar a chave do local em que o anel estava exposto no museu. No entanto, ele é perseguido por agentes de Marlowe, e Sully o salva e se torna seu mentor.

Nate e Sully vão a Síria e França e descobrem que Marlowe é a chefe de uma organização que buscar o poder explorando o medo dos seus inimigos. Ao irem para Iémen, Drake se encontra com sua esposa Elena e esta serve-se de guia para os dois. Eles localizam a tumba subterrânea, assim descobrindo a localização da cidade perdida e que Sir Francis Drake também tinha encontrado a tumba e que foi nesse  momento que ele abandonou a missão. 


Nate é atingido por um dardo alucinógeno . Ao acordar, encontra-se em uma mesa com Marlowe e inicia uma perseguição a Talbot após saber que este sabe a localização de Sully. Nate é esmurrado por Ramsés, um pirata de Marlowe e cosegue escapar do cativeiro e consegue alcançar um navio onde Sully foi capturado.

Nate descobre que era armação  e que Sully na verdade estava no deserto Rub’ al-Kjali e que para resgatá-lo, deveria apanhar um avião de carga de Marlowe. Com ajuda de Elena, ele consegue embarcar, mas é logo descoberto pelos homens de Marlowe e nessa luta que se segue, ocorre uma explosão, onde Nate é sugado para fora do avião e por sorte colide com uma grade de abastecimento que tem um pára-quedas implantado. O jogo prossegue no deserto. Nate é atacado por homens de Marlowe e um grupo de homens a cavalo, liderado por Salim o salva, também conseguindo salvar Sully. 






O verdadeiro mistério que aconteceu ao povo de milhares de anos atrás em Ubar torna-se evidente: quando o rei Salomão lançou o vaso de bronze para as profundezas da cidade, ele caiu na água e começou a contaminar a água com um poderoso alucinógeno. As pessoas foram levados à loucura, e a civilização na cidade desmoronou.
Nate descobre que foi em busca do navio que a Rainha Elizabeth enviou Francis Drake, mas ao saber as consequências de sua busca, abandona a missão e regressa a Inglaterra. Nate e Sully encontram Marlowe, que está usando um gincho para mergulhar o talismã de bronze na água, mas eles conseguem destruir esse guincho e a explosão atinge a cidade. Os dois tentam escapar da cidade em ruínas e encontram Marlowe e Talbot, onde ela se encontra afundando em areia movediça, levando o anel com ela. Nate atinge uma bala em Talbot, matando-o, quando este tenta matar Sully.
Por fim, Nate, Elena e Sully voltam para casa no novo avião de Sully.
 


Eu amei o game (e já estou ainda mais ansiosa para comprar o ps4 para jogar Uncharted 4), tenho certeza que a sequência será tão foda quanto esse. É sem dúvida uma das melhores experiências do ps3, vale muito a pena!
Boa jogatina!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Resenha - Psicose

Bom dia gente! Hoje vou resenhar um dos livros que eu estava mais ansiosa para ler atualmente! Trata-se de Psicose, escrito por Robert Bloch, o livro que deu origem ao clássico de terror do cinema Psicose, dirigido pelo renomado cineastra Alfred Hitchcock, em 1960.
A Darkside mais uma vez caprichou nas edições desse livro, sendo ela duas, a versão normal de brochura e a versão de capa dura. Minha versão é a normal e é muito linda, não tem como não amar essa editora! Além de conter um conteúdo excelente, ainda tem um visual impecável, com imagens e cheio de detalhes que fazem toda a diferença. 
A capa da versão normal é fosca e aveludada, como as das Crônicas de Gelo e fogo e apenas o título é brilhante. Amo essa capa!


Vamos conhecer mais sobre a história...

Norman Bates é um homem de 40 anos que teve uma infância muito complicada ao lado da mãe, que era autoritária ao extremo. Segundo ela, sexo era algo do mal e todas as mulheres se igualavam à vagabundas e prostitutas. Norman foi crescendo com essa mentalidade e apesar da idade, nunca se casou ou namorou. O pai de Bates abandonou ele e sua mãe quando Norman ainda era um bebê. 
Mãe e filho viviam em uma casa antiga e tinham um motel, no qual perdeu muito de sua movimentação depois que a estrada foi isolada.
Depois de um longo tempo, a mãe de Norman começou a namorar e ele não aceitando o fato, acabou fazendo algo muito perturbador...
Em um dia de chuva, como era comum na região, Norman recebe no motel uma garota de 27 anos chamada Mary Crane, que estava à procura de um quarto para passar a noite após roubar 40 mil dólares de seu chefe e viajar para Fairvale para ajudar seu namorado Sam Loomis a quitar suas dívidas e se casar com ele. Norman a recebe bem, e a convida para um lanche em sua casa, já que ela estava faminta e não tinha lugar próximo ao motel para comer. Ao retornar ao quarto do Motel, Mary vai ao banheiro tomar bando e é assassinada cruelmente, tendo a cabeça decepada de seu corpo.


Norman prende sua mãe no porão da casa, alegando que isso tem de ser feito para sua segurança, já que ela cometeu o assassinato de Mary. E ele,tinha o papel de limpar toda a sujeira da mãe.


Após uma semana do suposto desaparecimento de Mary, sua irmã Lila viaja até Fairvale para buscar informações com Sam sobre ela. Para sua surpresa, Sam não sabia de nada. Depois entra em cena o detetive Arbogast, do seguro do chefe de Mary, para investigar o sumiço desta com o dinheiro. Muita loucura acontece na casa dos Bates e Norman mostra seu verdadeiro propósito após tantos ano de possessão maternal. A surpresa é inevitável e a complexidade desse personagem é o que torna o final excepcional e fascinante. Lila e Sam vão por conta própria ao motel e descobrem coisas doentias, sanando assim suas dúvidas, apesar dos pesares...

Gente, eu AMEI esse livro, tem uma narrativa muito boa, li em dois dias e tive pena quando acabou. haha
Quem gosta de um bom suspense, com certeza vai amar.
Super indico a leitura.

Até mais e um ano cheio de boas leituras!

sábado, 10 de janeiro de 2015

Resenha - As Crônicas de Gelo e Fogo - A Tormenta de Espadas - Livro Três

Boa noite gente! A resenha de hoje é da Tormenta de Espadas. É o terceiro livro das Crônicas de Gelo e Fogo de George R. R. Martin, pela Editora LeYa. Eu amei esse livro! ♥
A capa é muito linda, esse verde com o preto ficou muito bom, e como os outros da coleção, possui a versão pocket também.
Se você ainda não viu, já fiz a resenha do livro um e dois:

Vamos lá falar desse marcante livro três!


A capa segue o padrão das outras, com acabamento emborrachado fosco. Ele é bem grande, com 840 páginas. Eu confesso que demorei mais de dois meses para lê-lo porque nem sempre tive disponibilidade e no recesso do fim do ano, li bem pouco e joguei mais. Mas de qualquer forma, é um livro que demanda mais tempo para ler mesmo.
Para quem assiste a série, o livro corresponde à terceira e quarta temporada, e mais um pouquinho (que me surpreendeu muito no final, por sinal).
Esse livro tem muitos eventos relevantes, para mim foi o mais surpreendente até agora!

O livro inicia quando Catelyn negocia a troca de Jaime Lannister, seu prisioneiro, pelas filhas e Brienne se torna responsável por levá-lo de volta a Porto Real. Arya, junto com seus amigos Torta Quente e Gendry, prosseguem na estrada para Correrrio até se separarem quando Sandor Clegane a pega e tenta levá-la de volta para a mãe em troca de recompensa. Tyrion se recupera, após a batalha da Água Negra e perde o nariz. Sansa, ainda em Porto Real é obrigada a casar-se com Tyrion. Os Tyrell se juntam aos Lannister, após o noivado de Margaery e Joffrey, e Loras se torna membro da Guarda Real. 



Robb Stark continua vencendo muitas batalhas e se casa com Jeyne, e por trair o voto de casamento com uma das filhas de Walder Frey, oferece o tio para tal e Robb, seus homens e Cat vão ao casamento nas Gêmeas, como forma de desculpas pela desfeita. (Esse episódio da série é surpreendente, pode apostar.)
Bran e Rickon são dados como mortos, após a invasão de Theon a Winterfell. Jon tem de lidar com selvagens, gigantes e mamutes, após regressar à Castelo Negro e provar que continua sendo um homem da Patrulha da Noite.
Daenerys navega com pretensão à sua terra natal, compra imaculados e fortalece seus laços com seus homens mais fieis ao descobrir que não se pode confiar em qualquer um.

A resenha ficou curta porque não quis dar spoiler, mas muita coisa acontece, coisas inesperadas, típicas de George Martin. É um livro sensacional, sem dúvida. 
Antes de iniciar o livro quatro, vou ler uns três livros menores para intercalar, então aguardem as resenhas que virão!

Boa leitura!

domingo, 4 de janeiro de 2015

Silent Hill - Downpour - O que achei!

Boa noite gente! Nem acredito que o feriado de fim de ano acabou e que amanhã volto à vida real... T.T
Mas enfim, hoje eu vim falar de um jogo que eu queria jogar a muito, mas muuito tempo, mas que só agora consegui comprar e finalmente jogar. Trata-se de Silent Hill - Downpour. Só faltava essa belezinha para eu jogar de toda a franquia.  Então eu joguei feito louca e nesse recesso mesmo consegui finalizar o jogo.

O game, do gênero survival horror foi desenvolvido pela Konami em 2012 para PS3 e Xbox 360. É o oitavo da série. Amo muito essa franquia gente! *-*


Vamo entender um pouco da história desse game...

Murphy Pendletron é um prisioneiro que no início do jogo foi transferido para outro presídio por uma policial e, devido a um acidente do seu ônibus, se vê perdido em Silent Hill. A partir desse momento, alguns monstros aparecem várias vezes para atormentar e perseguir Murphy. Ele tem visões atormentadoras por ter matado um policial na prisão por ordem de outro policial. Outra coisa atormentadora é a perseguição que ele sofre pelo Homem do saco, no qual tem uma chave no pescoço escrito "liberdade". Quando removida a máscara, é possível ver quem merece a liberdade. Posteriormente, Murphy encontra a chave de um barco para sair de Silent Hill, só que a policial do início, que supostamente estava morta, aparece e ele do nada se vê na prisão em Silent Hill e devido a um monstro de cadeira de rodas, ele começa a agir em seu sub consciente, o derrotando e depois se tornando o próprio homem do saco indo em direção a policial para matá-lá, e como esse jogo tem vários finais, vai variar de acordo com o progresso de cada jogador.


De uma forma geral, eu gostei, é um bom jogo. Mas diferente dos outros, eu achei a jogabilidade desse um tanto inferior. A quantidade de monstros durante o game é bem pouca e o auge deles é durante as chuvas. Os ataques corpo a corpo não me agradou, achei fraco e mesmo com armas, a mira não é boa e me atrapalhou bastante. Não sei se o meu jogo veio com defeito, mas o personagem travava com uma certa frequência, talvez seja um bug do game, não sei. 
Gostei dos monstros, principalmente da Screamer. São bem sinistros e até dão um medinho, principalmente quando aparecem do nada. x.x




Ah, a trilha sonora é muito boa, muito bem elaborada e sombria, bem a cara de Silent Hill. Por fim, joguem! haha (Se você ainda não jogou, claro.)

Boa jogatina!


Wall Corpse
Wall Corpse

quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

TOP 5: Melhores livros que li em 2014

Boa noite leitores! Antes de mais nada, gostaria de desejar um feliz 2015 para todos vocês, com muita paz, saúde, realizações e muito sucesso! Hoje, para inaugurar o primeiro post de 2015, vou fazer um top 5 com os livros que eu mais amei em 2014.
Como não li tantos livros assim em 2014, não foi muito difícil escolhê-los, então vamos lá...
(Obs: Não estão em ordem de preferência)
 

1. Anjos e Demônios - Dan Brown

Eu AMEI esse livro, foi o meu primeiro contato com o Dan Brown e o que me fez tornar fã. A história é tão envolvente e nos trás tantas informações curiosas, que é impossível não se prender a esse livro. Quanto ao filme, também gostei, mas ainda continuo preferindo o livro nesse caso.

2. A Noite dos Mortos-Vivos - John Russo

Esse livro foi o primeiro que li da Darkside e que me fez comprar outros da editora. (Aguardem muitas resenhas de livros da Darkside esse ano). Tem resenha dele aqui no blog, mas para quem não viu, é a história baseada no clássico filme do George Romero, A Noite dos Mortos-vivos de 1968. Acoplado a esse livro, temos A Volta dos Mortos-Vivos, igualmente envolvente e com o tipo de final para ninguém colocar defeito. Surpreendente!

3. The Walking Dead - A queda do Governador (Parte Um) - Robert Kirkman

Para quem ainda não sabe, sou muito fã da série de zumbis The Walking Dead, que deu origem aos livros. A história contida nos livros não é a mesma que vemos na tela, mas é tão boa quanto, com alguns personagens em comum e dramas similares. Eu gostei bastante desse livro (o terceiro da série) por uma única razão: o Governador sofre como um condenado nas mãos da nossa querida Michonne, haha! O livro tem uma narração bem gostosa e rápida. Enfim, adoro.

4. As Crônicas de Gelo e Fogo - A Guerra dos Tronos (Livro 1) - George R. R. Martin

Esse livro deve está em primeiro lugar dos que mais gostei em 2014. Comecei a assistir Game of Thrones e logo me apaixonei e comprei os livros (cinco até agora). Como foi através do primeiro livro que me inseri mais no mundo do Martin, esse é o meu queridinho. É o primeiro livro de história medieval que leio e estou apaixonada. A história é tão fascinante que a busca por teorias e curiosidades a cerca dos personagens se torna indispensável. Enfim, amo muito. Também tem resenha aqui no blog.

5. Por Dentro da Série da HBO - Game of Thrones

Foi a última resenha que postei no blog. Esse livro é uma espécie de making off da série, com imagens dos bastidores, vestuário dos personagens, locações em diversos países, o processo produtivo de cenas e muitas imagens lindas dos personagens. É um livro de colecionador para todo fã de GoT, além de ser lindo e de tão boa qualidade. ♥


Quais os livros preferidos de vocês em 2014? Me contem!
Espero que tenham gostado dos meus!


Resenha - Morte: Edição Definitiva

Bom dia gente! Hoje vim resenhar uma HQ maravilhosa, cativante, linda e perfeita! Sim, é isso tudo mesmo e muito mais. A Morte é um dos meu...