segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Resenha - Evangelho de sangue

Bom dia gente! Hoje vim trazer uma resenha um pouco atrasada, já que terminei a leitura do livro na semana passada. Mas enfim... hoje vou falar de Evangelho de sangue, do Clive Barker, lançado pela Darkside. Esse livro é do universo de Hellraiser, livro que já resenhei aqui no blog. Caso vocês ainda não tenham visto a resenha de Hallraiser, clique aqui.
Em relação a capa, eu achei muito bonita e chamativa. Por onde eu andava com o livro, as pessoas perguntavam sobre o que ele se tratava. haha
Bem, vamos lá para o que interessa:


O livro narra a história de Harry D'Amour, um detetive de casos sobrenaturais. Ele levava uma vida aparentemente comum, até encontrar a Configuração do Lamento, a famosa caixa que invoca cenobitas do inferno para o mundo real. Harry tem uma grande amiga, Norma, uma mulher cega que tem habilidades de ver e conversar com pessoas mortas. Um dia Norma é sequestrada para o inferno e Harry, com ajuda de Caz, Lana e Dale, avançam em busca de sua amiga. 
Norma servia como isca, pois Pinhead, nome esse que o Sacerdote do Inferno odiava, queria atrair Harry para uma missão que ultrapassaria todos os limites da razão.


O inferno é bem descrito no livro, com detalhes horrendos, mas confesso que a narração não me prendeu tanto assim, uma vez que senti falta de ação e muitas vezes achei a leitura monótona. Gostei muito mais de Hellraiser. Tanto que devorei a leitura em pouquíssimo tempo.
Mas no Evangelho de sangue, dá pra notar a escrita característica do autor, onde as descrições são bem feitas e os detalhes mórbidos são sempre explorados.
Além do terror, a história tem características fantásticas, o que acrescentou mais ao livro. Eu achei um bom livro, mas não excelente e não tão empolgante como Hellraiser.

Até mais e boa leitura! o/
(A resenha foi curta porque estou doente, me perdoem. x.x)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Resenha - Mitologia Nórdica

Bom dia gente! Hoje vou falar sobre um dos melhores livros que li esse ano. Estou falando de Mitologia Nórdica, de Neil Gaiman, publicado p...